O processo de aprendizagem acontece devagar, e depende de muito bom senso.

Mochila nova, sanduíche e fruta, lição, choro, amigos, festas, crescimento, aprenderes, novos quereres. Difícil resumir tudo que vem à mente quando o assunto é volta às aulas. As decisões práticas se misturam às emoções e às descobertas (para você e para o seu filho). Chegam também um novo machucado, o resfriado do mês, a notícia daquela briga com um colega. E a rotina precisa estar organizada: como ele vai e volta da escola, ideias para variar as opções da lancheira, preparar o canto da lição de casa, comparecer às reuniões e festas da escola. Com a reforma ortográfica ( e a volta às aulas ) muitos pais podem ficar confusos. Afinal, como fica a aprendizagem das crianças em fase de alfabetização? Nesta fase a criança ainda não precisa ser cobrada por uma firmeza ortográfica, mas sim, deve ter liberdade para escrever da maneira com que sente, não importa se hífen é escrito como ifem. E ela não deve se sentir ofendida ou humilhada por escrever dessa maneira. O que vale é ser compreendida. Quem não pode fazer bobagem e se apressar é o professor, que deve agir com bom senso e deixar o “barco correr



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *