Amor imunológico

O organismo do seu filho aprendeu a amar imunologicamente o seu quando ele ainda estava na sua barriga. Pesquisadores suecos e norte-americanos descobriram que o feto,
ao entrar em contato com as células da mãe, produz células imunes especiais que toleram as maternas, ao invés de atacá-las, como faria contra substâncias desconhecidas. Essa tolerância com as células da mãe, de acordo com o estudo, permanece até o início da vida adulta. Isso ajudaria a explicar porque pessoas que necessitam de transplantes aceitam melhor as células de suas mães. Pelo que vemos esse amor começa antes do que imaginavamos…

Brincando fora de casa

 Qualquer brincadeira faz bem, sempre. Mas estar ao ar livre traz para as crianças experiências bem diferentes daquelas encontradas em casa. Eles ficam expostos a uma quantidade muito maior de estímulos importantes para o desenvolvimento neurológico, psicológico e motor. São coisas que eles não conhecem, pessoas diferentes, situações mais imprevisíveis e interessantes.
Estar em ambientes externos é fundamental para a criança desenvolver noções de tempo, espaço e se relacionar melhor com o peso e a força do próprio corpo. Ela pode correr, pular, coisas que não são possíveis dentro das casas e apartamentos cada vez menores de hoje. Estar exposto ao sol, nas doses certas, faz bem para todos, desde bebês. É por meio dos raios solares que nosso corpo consegue sintetizar a vitamina D, essencial para a formação e saúde dos ossos. Mas siga a recomendação de sol somente antes das 10h e depois das 16h. No horário de verão, pode ser antes das 11h e depois das 17h. Brincando ao ar livre, os pequenos entram em contato com microorganismos. Isso mesmo: sujeira, na medida certa, ajuda no desenvolvimento do sistema imunológico e das defesas das crianças.

Primeira dentição

 A gengiva do bebê pode apresentar sintomas como irritação, estado febril e desconforto em geral. Podem ocorrer fezes mais líquidas e outros. Para aliviar o desconforto, o bebê pode usar mordedores de borracha para massagear a gengiva. O bebê poderá apresentar alguns sintomas passageiros, antes ou durante a erupção dental. Esses sintomas podem aparecer juntos ou isoladamente Por volta dos 6 meses de idade podem surgir os primeiros dentinhos que são os incisivos centrais inferiores, depois em ordem crescente:
– os incisivos centrais superiores;
– os incisivos laterais inferiores(por volta dos 11 meses de idade);
– os incisivos laterais superiores(por volta de 1 ano e 2 meses de idade).

Aos 2 anos e meio, seu filhinho terá todos os dentes de leite.

As emoções da gestação !!

Logo no início da gestação, a futura mamãe já tem uma certeza: conviver com a complicada gangorra de emoções que caracterizam a gestação.
Num dia acorda bem, feliz, e acha o máximo aquela “barriguinha”. No outro, não quer nem olhar para o espelho e enfrenta um insuportável mau humor.
 Pois é… a gravidez não é tão rosa como te contaram. Existem todas as mudanças físicas, associadas aos hormônios, bem como a insegurança e a ansiedade, sentimentos que sempre acompanham as situações novas. Gestar é lidar com algo completamente novo, desconhecido, a mulher fica naturalmente mais sensível, apreensiva e até chorosa. Uma gestação dura 4 trimestres. Isso mesmo, 1 ano inteirinho! São 9 meses com o bebê dentro da barriga e 3 com ele no colo.
DICAS PARA ESSES MESES :
.Nos momentos mais difíceis, respire fundo, beba um copo de água e lembre-se que é uma fase transitória, quer dizer, que logo passa.
.Não guarde as dúvidas e medos só para si, divida com seu médico, amigas e seu companheiro.
.Procure um bom curso para gestantes e uma atividade física como hidroginástica, yoga ou relaxamento.
.Reserve alguns minutos diários para cuidar de si mesmo e do seu corpo.

Consumismo infantil

Ninguém nasce consumista.  O consumismo é uma ideologia, um hábito mental forjado que se tornou umas das características culturais mais marcantes da sociedade atual. Não importa o gênero, a faixa etária, a nacionalidade, a crença ou o poder aquisitivo. Hoje, todos que são impactados pelas mídias de massa são estimulados a consumir de modo inconseqüente. As crianças, ainda em pleno desenvolvimento e, portanto, mais vulneráveis que os adultos, não ficam fora dessa lógica e infelizmente sofrem cada vez mais cedo com as graves conseqüências relacionadas aos excessos do consumismo: obesidade infantil, erotização precoce, consumo precoce de tabaco e álcool, estresse familiar, banalização da agressividade e violência, entre outras.  Continue lendo

Amamente…

O alimento é completo, fácil de ser digerido, previne a anemia, aumenta o vínculo entre mãe e filho… Você já sabe que amamentar faz bem para o seu bebê e para você. Mas os cientistas não param de descobrir novidades sobre a amamentação. A mais recente descoberta, segundo um estudo publicado na edição de junho da revista americana Pediatrics, mostra que crianças que são amamentadas têm menos chance de ter febre após tomar vacinas.

As explicações são bem simples: o leite materno possui substâncias antiinflamatórias, o que garante o benefício. Outra razão é que a amamentação é uma alimentação completa com todos os nutrientes necessários, fortalecendo as defesas do organismo do bebê.
Para chegar a esse resultado, os pesquisadores mediram a temperatura de 450 crianças após serem vacinadas, e durante os três dias seguintes. Mais de 50% das que tomavam mamadeira tiveram a reação, contra 25% do grupo que era amamentado exclusivamente com o leite materno.
CONFIRA 17 BENEFICIOS DA AMAMENTAÇÃO PARA MÃE E FILHO :

O fotógrafo que se preza tem que ser feliz e curtir o que faz com muita alegria

Sempre achei que o fotógrafo que se preza deve ter nobre alma de um artista, e assim sendo, conseguirá doar os prazeres do mundo aos olhos dos desatentos. Tem que ser poeta, para rimar a imagem com os sentidos; tem que ser músico, para dar ritmo ao disparo e finalmente, tem que ser pintor e desenhista, para sempre pintar e desenhar com a luz.

Página 4 de 9« Primeira...23456...Última »